pela Angoplaste

A 1ª etapa de produção do plástico consiste na extração do solo de combustíveis fosseis: o crude e gás natural. Em seguida, estes são refinados e transformados em diversos produtos, tais como o etano (derivado do crude) e o propano (derivado do gás natutal).

O etano e o propano são enviados para uma fábrica de fragmentação, onde são dividos ou decompostos em moléculas mais pequenas. O etano dá origem ao etileno e o propano ao propileno. Em seguida é adicionado um catalisador que agrupa as respectivas moléculas e forma polímeros : as resinas.

Esta reação química que é a Polimerização, transforma o etileno e em resina de polietileno e o propileno em resina de polipropileno. As resinas são posteriormente derretidas a altas temperaturas, arrefecidas e cortadas numa fase de pré-produção em bolinhas de plástico.

Estas bolinhas de plástico são depois transportadas para os fabricantes tal como a Angoplaste, que as transformam em produtos plásticos de diferentes formas, feitios e cores, conforme o seu respectivo uso.

Muitos destes produtos incluem geralmente informação, sob forma de números que representam os códigos de identificação das resinas utilizadas para o fabrico do respectivo produto de plástico.

Conclusão?

A produção global de plástico tem duplicado a cada nova década. Estima-se que a quantidade produzida desde 1950 é de 9.2 mil milhões de toneladas, peso equivalente a 1600 vezes a Grande Pirâmide de Gizé.

Os plásticos podem ser encontrados em qualquer parte, mas o conhecimento da sua composição química e percepção dos usos que lhe damos permite-nos tirar partido da sua versatilidade, ao mesmo tempo que tomamos consciência dos seus impactos no planeta.

Texto por: Charlène Lourenço (Responsável do dep. Qualidade, segurança, saúde e Ambiente)

Estamos na Zona Econômica Especial-ZEE ( Lote 65 / 77)

info@angoplaste.com
+244941594040 / +244941594140



Leave A Comment